Em Buenos Aires, Marcos Pereira busca fortalecer comércio com Argentina e demais parceiros da Améric


Em janeiro, Marcos Pereira recebeu o ministro da Produção, Francisco Cabrera, no âmbito da Reunião da Comissão de Produção e Comércio Brasil-Argentina


Brasília (4 de abril) - O ministro Marcos Pereira inicia nesta terça-feira, em Buenos Aires, uma série de agendas com vistas a fortalecer e aumentar o comércio entre Brasil e Argentina e com os demais parceiros da América Latina.


Nos quatro dias de programação, Marcos Pereira se reunirá com ministros de Indústria e Comércio Exterior do Mercosul e da Aliança do Pacífico, além de participar do Fórum Econômico Mundial Buenos Aires, a versão latino-americana do evento que ocorre todos os anos em Davos, na Suíça.


Nesta terça-feira, Marcos Pereira se reúne com a delegação brasileira e no dia seguinte participa de café da manhã com o ministro da Produção da Argentina, Francisco Cabrera, e do encerramento da Reunião da Comissão de Produção e Comércio Brasil-Argentina.


Ainda na quarta-feira, Marcos Pereira participa de Reunião dos Ministros de Indústria, Comércio Exterior e Serviços do Mercosul. O ministro também vai ao jantar de boas-vindas do Fórum Econômico Mundial Buenos Aires, oferecido pelo presidente da Argentina, Mauricio Macri.


Na quinta-feira, o ministro se reúne com Maria Claudia Lacouture, ministra do Comércio, Indústria e Turismo da Colômbia; e com Ildefonso Guajardo, secretário de Economia do México. No mesmo dia, Marcos Pereira participa de Almoço com CEOs e Chefes de Estado.


Fórum Econômico Mundial

No Fórum Econômico Mundial, Marcos Pereira estará presente nos seguintes painéis: “O impulso inesperado para a integração regional”, “Definindo o Futuro da Produção na América Latina” e “Comércio na Encruzilhada”.


Na sexta-feira pela manhã, Marcos Pereira se reúne com os ministros de Indústria e Comércio Exterior e chanceleres do Mercosul e da Aliança do Pacífico. No período da tarde, Marcos Pereira participa da primeira reunião de ministros de Brasil, Argentina e México.

#ImportaçãoeExportação #ComércioExterior

Em Destaque
Publicações Recentes