Os Desafios do Comércio Exterior são temas de palestras da Thomson Reuters na Intermodal


São Paulo – Em palestra realizada ontem (4), na Intermodal, em São Paulo, o especialista em regimes especiais da Thomson Reuters, Luis Sena, apontou quais são os principais vetores de mudança para que o comércio exterior brasileiro mantenha-se crescente sem que para isso dependa volatilidade do câmbio.


Segundo ele, o aumento da confiança do empresariado brasileiro, aliado a medidas que vêm sendo adotadas pelo governo, deve fazer com o segmento tenha estabilidade nos próximos meses. “Se você tem uma classe empresarial otimista, as empresas passam a investir mais e, consequentemente, aumentem a capacidade produtiva, diminuindo a taxa de câmbio e atraindo recursos externos”, explica.


Luis Sena justifica que grande parte desse otimismo por parte das empresas se dá pelo fato de o governo estar adotando medidas que contribuam para as exportações no Brasil. “O governo está entendendo que é necessário promover novos acordos comerciais para que estimular a exportação. As primeiras negociações com a União Europeia e Inglaterra, por exemplo, são uma estratégia de retomar o crescimento da economia também por meio das exportações.


Além disso, a modernização de regimes especiais, como, por exemplo, o RECOF (Regime de Entreposto Industrial sob Controle Aduaneiro Informatizado) e o Recof-Sped, que prevê a suspensão de tributos a empresas em algumas operações, são passos importantes para que o país passe a ter mais competitividade no mercado externo”, finaliza.


Em outra sessão, o Gerente de Desenvolvimento de Negócios de GRC (Governança, Risco e Compliance) da Thomson Reuters para América Latina, José Leonélio, lembrou da importância do compliance nas operações de comércio exterior. Para o especialista, a empresa que atua ou tem a pretensão de atuar no mercado internacional, precisa ter, antes de mais nada, um conhecimento aprofundado de seus parceiros comerciais.


“Hoje não basta que as empresas se atentem apenas aos seus processos internos. Ter um programa que gerencie riscos ao negócio e que fiscalize os terceiros passou a ser uma exigência dos principais órgãos reguladores do mundo”, explica.


Durante os três dias da 23.ª edição da Intermodal, a Thomson Reuters vai promover uma série de palestras a respeito da gestão de comércio exterior nas empresas. Especialistas da companhia farão análises aprofundadas sobre as novidades e os desafios do setor. A Thomson Reuters tem conduzido uma série de iniciativas com o objetivo de incentivar empresas a expandirem seus negócios e atuarem no mercado externo, cumprindo com suas obrigações fiscais, tributárias e se mantendo competitivas.


A série de palestras acontecerá durante os três dias de evento (04 a 06 de abril), no estande da Thomson Reuters na rua 10 nº 134 do pavilhão. Veja abaixo os horários e os temas das palestras dos dias 05 e 06 de abril:

#ComércioExterior #ImportaçãoeExportação

Em Destaque
Publicações Recentes
Arquivo
Pesquisar por Tags
Nenhum tag.