Dólar volta a fechar acima de R$ 3,30


Moeda subiu 0,7%, a R$ 3,308 na venda.


O dólar fechou em alta nesta quinta-feira (29), retomando o patamar de R$ 3,30, com investidores ainda cautelosos com o cenário político, após o presidente Michel Temer ser notificado oficialmente pela Câmara dos Deputados sobre a denúncia da Procuradoria Geral da República pelo crime de corrupção passiva.


O dólar encerrou am alta de 0,7%, a R$ 3,308 na venda, após o dólar ter encerrado na véspera a R$ 3,2849. Veja a cotação hoje.


Na mínima do dia, o dólar chegou a R$ 3,2744, segundo a Reuters, com maior otimismo com a reforma trabalhista, o que acabou atraindo compradores e invertendo a trajetória de queda. A reforma foi aprovada na noite passada, sinalização de que presidente Michel Temer ainda tem força no Legislativo apesar da crise política, mantendo as esperanças de que a reforma da Previdência também pode caminhar.


Também agradou a fixação das metas de inflação de 2019 e 2020 menores pelo governo, também num esforço para mostrar a continuidade de uma política econômica mais austera.


O cenário de incerteza política, no entanto, acabou predominando nos mercados.


A alta do dólar nesta quinta foi sustentada ainda pela persistente incerteza fiscal e política. Dados mostraram que o Governo Central teve em maio déficit primário recorde para o mês.


Os números alimentam preocupações quanto à evolução das contas públicas e reforçam a urgência de o governo conseguir negociar a reforma da Previdência com o Congresso Nacional. Esse cenário, porém, parece cada vez mais distante, uma vez que o presidente Michel Temer precisa gastar capital político tentando preservar seu mandato, destaca o Valor Online.

#Câmbio #Economia

Em Destaque
Publicações Recentes